quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Contra o Evento M.I.S.S.A.


O nosso repúdio total a empresa M1 Eventos pela promoção de um evento zombando da maior expressão da fé católica: a Missa. É inconcebível, num estado laico é verdade, mas democrático de direito, que uma empresa zombe com a fé da maioria deste país. 


O evento chamado M.I.S.S.A. (Movimento dos Interessados em Sacudir a Sua Alma), que ridiculariza o culto católico - além de termos e símbolos cristãos - demonstra a total falta de respeito por parte da M1 com a religiosidade desta nação. Não agride só os católicos, mas o cristãos em si. Pois, ridiculariza quem crer em DEUS, no sacrifício da cruz, na salvação, no Deus-Ressuscitado... 


Cristãos, devemos repudiar isto! Senão daqui a pouco teremos eventos zombando com o "Deus é Tremendo" da Assembleia de Deus ou a Marcha para Jesus, ou até mesmo o Ramadã dos mulçumanos. Já pensou, você que é da Universal, se no mês de junho a empresa decide fazer um show chamado a "Terapia do Amor" em comemoração ao dia dos namorados? Não é apenas uma questão de defesa de fé, mas é questão de respeito! E devemos exigir isso!


Povo Católico de Manaus devemos nos unir contra este evento que a empresa M1 evento esta querendo realizar dia 07/12, uma tremenda falta de respeito com a nossa religião católica, não devemos ficar de braços cruzados, pois é a nossa religião que está sendo motivo de bagunça para esses que se dizem "profissionais". Peço que tambem que o nosso querido Bispo Dom Luis Soares Vieira venha se manifestar em nosso favor em protesto desse ato.
M1 Eventos, respeito é bom e nós gostamos!


2 Pedro 2,1..." #FICADICA #PENSAREAGIR Para todos os que apoiam o evento M.I.S.S.A da M1 Eventos #DesrespeitoComAIgreja

Povo Católico já esta se manifestando por meio de uma Petição Pública para o  Ministério Público do Amazonas que diz o seguinte:
Trata-se de abaixo assinado contra o evento M.I.S.S.A, realizado em vários estados brasileiros, e em Manaus acontecerá precisamente no dia 07/12/2011. O referido evento além de utilizar o mesmo nome aplicado ao culto Católico(Missa), ainda emprega o uso das vestimentas utilizadas pela Igreja nos seus promotores para que os mesmos recepcionem os participantes da festa. Também recepciona os convidados um grupo de anões fantasiados de anjos, padres e demônios, e a mesa utilizada pelo DJ condutor da festa é decorada para dar a entender tratar-se de um altar. Há também dois adesivos, um verde escrito “peco” e outro vermelho dizendo “não peco”. Não é preciso muita inteligência para saber o que isso significa. Há também o tal do PAPArazzo, um fotógrafo fantasiado de Papa para fotografar as pessoas durante a festa. 
Considerando que o código civil no artigo 52 aplica a pessoas jurídicas, no que couber, a proteção dos direitos da personalidade. É inegável o direito a imagem e a honra da Igreja Católica Apostólica Romana nos termos do artigo 5, X da Constituição Federal. 
Cumpre-se também ressaltar, que a referida festa viola plenamente o artigo 208 do código penal, visto que o mesmo considera como crime de vilipendio público de ato ou objeto de culto, todo ato atentatório contra os objetos de devoção religiosa, bem como, as imagens, relíquias, como também, os que se destinam a manifestação do culto, tais como, os altares, púlpitos, cálices e paramentos. 
Por fim, qualquer bem corpóreo inerente ao serviço do culto esta abrangido pela definição legal do dispositivo penal mencionado.


LINK PARA ASSINAR A PETIÇÃO PUBLICA: 

Um comentário:

  1. É , absolutamente, inadimissível uma postura como essa! Não respeitar a espiritualidade e desdenhar da prática religiosa predominante no mundo ocidental,é grotesco! Foi um ato repugnante desta empresa, e devem ser parados e punidos !

    ResponderExcluir