Pular para o conteúdo principal

A busca da santidade

A Santidade Cristã, consiste na união com Cristo: Verbo Encarnado e Verbo Redentor, único mediador entre Deus e os homens e fonte de toda graça e santificação.
A santificação do homem consiste em estar unido a Deus na forma devida, mas o sentido específico, só são chamados "santos" os seres pessoais, os que são dotados de inteligência e vontade que lhes permitem por em prática e realizar sua união com Deus de forma consciente e livre.
Aí é que o conceito de santidade aparece na sua verdadeira riqueza, como realidade vivida deliberadamente, que penetra a existência da pessoa justamente porque, com a riqueza do seu ser e com a espontaneidade de sua vontade livre, se une a Deus entregando-se a Ele com o calor do amor.
Da parte de Deus, Jesus veio realizar de fato esta união do ser humano com Deus, pela Graça, e por isso, todos nós somos chamados à santidade e segundo as palavras do Apóstolos: "Porquanto, esta é a vontade de Deus, a nossa santificação (I Ts 4, 3; Ef. 1, 4).
A santidade depende da nossa união com Deus, e desde o Antigo Testamento, o povo compreendeu esta realidade, de modo que chamava "santo", tudo aquilo que entrava em contato com Deus como objetos, lugares e pessoas.
Cristo veio, "para que todos tenham vida, e a tenham em abundância", isto é, para dar aos homens sua vida divina, a fim de que eles possam entregar-se e unirem-se a Deus não mais como simples seres humanos, e sim como pessoas introduzidas e elevadas à intimidade sobrenatural, com as características e riquezas típicas de quem participa da vida divina. Isto é o que chamamos de santidade ontológica.
Mas como buscar esta santidade? Sabemos que não somos capazes de atos santos, sabemos entretanto, que a medida que renunciamos à vida natural e pecadora a qual herdamos de Adão, renunciarmos também a satanás e as suas e as suas obras, para vivermos segundo Cristo, para vivermos a vida de Jesus Cristo, de modo que aos poucos, Jesus vá ocupando todas as áreas do nosso ser, para que Ele viva em nós, aja em nós e por nós.
Através do Batismo, recebemos a Graça Santificante, e isto nos dá uma identificação com Cristo e nos torna capazes de viver realmente a vida de Cristo.
Para o apóstolo Paulo, os cristãos devem como Cristo (porque "só Cristo"), até alcançarem a plenitude na maternidade em Cristo, a ponto de dizerem como Paulo: "Vivo, porém não eu, mas é Cristo que vive em mim".
Em todos nós batizados, deve haver uma postura na qual expresse a mesma atividade de Jesus para um Deus Pai, submetendo-se livremente à ação do Espírito Santo.
O que Cristo operou em nós através do Batismo, é necessário que assumamos conscientemente, e testemunhamos com nossas vidas.
Portanto, a vida inicial de santificação é realizada pelo Espírito Santo mediante o nosso Batismo, e é a partir dessa promessa que devemos viver "segundo o Espírito" e não "segundo a carne", quando buscamos a santidade. Sozinha na luta para ser santo, a vontade do homem será derrotada. Só muita graças ao Espírito de Deus a vontade do homem é vitoriosa e o capacita-o para ser santo.
A atividade do cristão que se deixa conduzir é verdadeiramente uma atividade do Espírito Santo dentro dele, do que propriamente sua.
Ele já ama com suas próprias forças mas com a de Cristo. Todas as suas obras, suas orações e iniciativas apostólicas, a vida conjugal e familiar, o trabalho cotidiano, o descanso e as próprias provações e tribulações, são suportadas facilmente e se tornam instrumentos de conversão e renovação interior do homem, de cristificação e mais ainda, de passos concretos em busca da santidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“Nós vos tomamos como modelo perfeito de Louvor a Deus”

"Nós vos tomamos como modelo perfeito de Louvor a Deus”, isso dizemos a Maria todos os dias. Em nossa Fraternidade a Virgem Maria é um dos pilares, nós a veneramos sob o título de Nossa Senhora de Pentecostes, ela é nossa Padroeira-Mor.  A ela recorremos venerando-a no ícone posto sobre o Presbitério de nossa Capela da Casa de Formação do Instituto Servos de Jesus Salvador, e a partir deste em todos os outros que o representam.  Este ícone inspirado a nosso Pai-Fundador, Padre Gilberto e elaborado por outro Padre, Fúlvio o iconógrafo, é o único no mundo, não se trata portanto de alguma cópia. O ícone remonta a tradição oriental, diferente de nossas imagens tridimensionais, e em todos os seus detalhes estão presentes as características profundas e dignas de imitação daquele que nele é pintado. 

No ícone de Nossa Senhora de Pentecostes sobre o fundo dourado, tendo as labaredas de fogo ao alto e os apóstolos aos pés, está Maria, Mãe de Deus e sempre Virgem, antes, durante e depois do p…

(NOVENA) Nossa Senhora de Pentecostes

9o. Dia
Antífona - Todos: Á vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus, não desprezeis as nossas suplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.

Intenção: PELA FRATERNIDADE JESUS SALVADOR
Leitor: Ó Senhora de Pentecostes, a quem foi confiado o patrocínio da Fraternidade Jesus Salvador, fazei com que esta Obra, suscitada por Deus na sua Igreja, seja fiel ao espírito de seu fundador, às sua intenções evangélicas, e ao exemplo de sua santidade. E constantemente atenta aos sinais dos tempos, deseje que se perpetue, através dela em sua existência, o derramamento do Espírito Santo, como um Novo Pentecostes. Que no coração da Igreja, Esposa de Cristo, sejamos a pura expressão do contínuo culto de louvor e adoração a Nosso Senhor Jesus Cristo, para que, por meio de nossa consagração, possamos produzir frutos de santidade na humanidade. Que todos nós, servos e servas de Javé Salvador, fiéis a nossa verdadeira e única missão, preguemos o e…

Brasil: "Há mil formas de evangelizar os jovens"

Estamos perdendo nossos jovens fiéis hoje em dia nas escolas, universidades e no âmbito profissional, enquanto as seitas estão cheias de adolescentes, afirma Dom Carlos Verzeletti, bispo da diocese de Castanhal (Estado do Pará, nordeste do Brasil).
Em recente visita à entidade assistencial Ajuda à Igreja que Sofre, na Alemanha, o bispo disse que «no entanto, os bispos brasileiros estão agora convencidos de que há mil formas de evangelizar os jovens». Neste sentido, enfatizou na importância dos novos movimentos eclesiais.
De fato, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) dedicou sua Assembléia Geral passada, que se realizou em maio, a discutir o tema da evangelização da juventude.


Os bispos formataram um subsídio, um estudo, que agora circula pelas paróquias, pelos grupos e comunidades. Após o texto fermentar com novas idéias, retornará às instâncias episcopais responsáveis em âmbito nacional.
Só então um documento oficial sobre a evangelização da juventude deve ser publicado pel…